Próximos eventos

todos

Luna Style

MODA SUSTENTÁVEL

Por: Renata Petry

A moda sustentável nem sempre é entendido por muita gente.
Muitos acreditam que ela jamais vingará(pessimistas), outros (extremistas) acreditam que todo o sistema deve mudar para que se tenha uma qualidade melhor de roupas e artigos, sem que haja uma super exploração para isso.
Bom, pesquisei muito sobre o assunto durante alguns anos. Meu trabalho de conclusão de curso foi sobre a moda sustentável, e como toda idealista e estudante de jornalismo, acreditava (passado) que pudesse mudar o mundo com minhas teorias e estudos.

2

Quando comecei a me aprofundar no quesito moda sustentável , tinha nitidamente a ideia na minha mente o quanto o sistema econômico, politico e social afetavam a sociedade num todo. Quer dizer…se você estuda um pouco de indústria cultural compreende o quanto nos somos enganados pelo consumo e compreende que só consome para ser mais um do meio, se entrosar. A lei do consumo é “ Deixe de ser para ter”.

Ok…fazemos isso com a vontade suprema. E cada vez pior: Blogs de moda, look do dia, novelas, filmes, artistas,pessoas mostrando para nós como é incrível ser elas, como é foda possuir uma bolsa Chanel e um óculos Dolce & Gabanna. Todo um mosaico de vida perfeita aos nossos olhos.

Já soube, até, da história de uma adolescente que teve uma crise histérica (tendo que ser internada) porque não conseguia acompanhar sua blogueira preferida (no quesito compras). Uma hora a fatura do cartão de crédito da moça estourou e ela não pode ter aquela calça que tanto queria (e que sua blogueira preferida comprara).
Pois bem….onde a moda sustentável entra nisso? A moda (sem o sustentável) não quer nem pensar em mudar
seu sistema para melhorar o mundo. E você sabe qual é esse sistema?

Matéria prima -> Aquele momento em que a terra, solo, é afetado
Produção->Aquele momento que eles exploram pessoa que estão a mercê da exploração. Ganham muito pouco, vivem em semi-escravidão, mas pra eles está tudo bem (generalizando), porque afinal..não havia coisa melhor.
Mercado-> Quando eu, você, nossos amigos, familiares e todo mundo surtam, ficam doidos e PRECISAM comprar algo.
Lixo-> aquele outro momento que a terra, solo é afetado..porque afinal de contas, como recicla um JEANS?

Resumidamente, a cadeia é essa….e eu já desisti que haja alguma mudança EFETIVA , mas sim PALIATIVA. Para mudar, o capitalismo deixaria de existir. Então, como mudar isso?
Creio no individuo. Ele é capaz da transformação completa. É consumirmos com a consciência e perspicaz de como tal produto afeta e interfere na minha vida, na vida dos outros e no eco sistema
Você realmente precisa de cinco camisetas Hering porque elas estão muito baratas, numa promoção incrível? Você realmente vai usar aquele óculos novo? E aqueles pares de sapatos…será que não vão mofar?

4

É crítica sobre si mesmo. Uma vez entrevistei o estilista Dudu Bertholini e ele me disse uma frase muito foda “ Quem tem estilo não se apega a moda”. Quer dizer, se você É não precisa TER. Você se molda a partir do que enxerga como belo e não o que te fazer enxergar.

O lance de sustentável é você, individuo, conseguir pensar se suas atitudes são realmente suas, se fazem bem pro resto e se você não está se massificando, ou seja, entrando no automático.
O papo vai longe, mas fica um pensamento com suas atitudes como consumidor ;)

5

DICA:
Se você quiser mudar e saber quais são as marcas “dedo podre” tem um aplicativo muito bacana. Chama MODA LIVRE. Ele está disponível na loja da Apple e no Google Play e roda nos sistemas operacionais iOs 5+ e Android 4+. Lá você tem algumas dicas e fica por dentro das marcas bacanas ou não.